Policlínica Piquet Carneiro lidera lista com maior número de notificações de síndrome gripal no Rio de Janeiro

07/08/202017:05

Diretoria de Comunicação da UERJ

Entre 576 unidades de saúde cadastradas no Brasil, a Policlínica Piquet Carneiro (PPC) da Uerj lidera o ranking de notificações de síndrome gripal realizadas no período da pandemia, com 17.145 inserções na base e-SUS VE, plataforma do Ministério da Saúde que computa os índices de casos suspeitos de Covid-19 no país. Até 31 de julho, mais de 240 mil dados foram incluídos no Estado do Rio de Janeiro, e os números da PPC a posicionam no topo das inserções fluminenses, dando uma grande contribuição ao mapeamento da doença.

Os resultados demonstram o esforço coletivo da equipe da PPC, coordenada pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH/PPC), e que envolve também a Comunicação Social e voluntários de Odontologia da própria unidade, além da Faculdade de Ciências Médicas da Uerj e o Laboratório de Histocompatibilidade e Criopreservação.

“Temos poucos recursos, mas, com a solidariedade da comunidade uerjiana, estamos desde o dia 16 de março trabalhando intensamente no diagnóstico de Covid-19”, destaca o diretor geral da unidade, Rogério Rufino.

Ao todo, já foram realizados 30 mil testes (PCR e rápido) em profissionais de saúde, alunos, colaboradores da Universidade e pacientes do complexo de saúde da Uerj, entre outros. Diante dessa alta demanda e, consequentemente, do grande volume de notificações a realizar, o desafio de inserir os dados no sistema exigiu uma verdadeira força-tarefa. O projeto foi liderado pelo chefe da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar, Tiago Ferreira. “Com o alto número de atendimentos realizados diariamente, percebemos que sozinhos não íamos conseguir. Formamos, então, um grupo com os membros da CCIH e voluntários, e montamos uma infraestrutura para que pudéssemos notificar em tempo recorde”, comenta o médico infectologista.