UERJ reabre livraria universitária no campus Maracanã

08/01/201914:31

Diretoria de Comunicação da UERJ

Destinado a comercializar títulos acadêmicos, o espaço já conta com um catálogo próprio com cerca de 600 obras acadêmicas e científicas publicadas

Depois de dois anos fechada, a livraria universitária da UERJ foi reinaugurada nesta terça-feira, dia 8, no térreo do Pavilhão Reitor João Lyra Filho, em frente ao hall dos elevadores. Batizada de Livraria da EdUERJ, o local foi modernizado para melhorar ainda mais a divulgação literária e científica produzida pelos pesquisadores de todos os setores da UERJ. A inauguração contou com a participação do reitor Ruy Garcia Marques; do diretor da EdUERJ, professor Glaucio Marafon; do prefeito dos campi, Geraldo Luiz Ferreira Cerqueira; além de representantes da comunidade da UERJ e do Governo do Estado.

Destinado a comercializar títulos acadêmicos, o espaço já conta com um catálogo próprio com cerca de 600 obras acadêmicas e científicas publicadas. De acordo com a EdUERJ, há possibilidade de parcerias com mais de 120 editoras de obras universitárias. Além do espaço para os livros, em breve também haverá uma área para a venda de artigos de papelaria e de artigos com a marca UERJ.

O local também será importante para receber lançamentos de obras dos professores da Universidade, que não precisarão mais procurar livrarias externas para apresentarem os seus livros. A livraria também terá participação ativa dos estudantes, com oferecimento de estágios e atividades na biblioteca.

Durante a cerimônia de abertura, o reitor Ruy Garcia Marques considerou a reinauguração como um engrandecimento da Universidade. “A Livraria EdUERJ permitirá a disponibilização à comunidade uerjiana de livros editados não somente pela nossa Editora, mas também por muitas outras editoras universitárias nacionais. Tenho absoluta convicção de que estamos dando um passo grandioso para o fortalecimento e o engrandecimento da nossa Universidade”, disse.

Para Jerson Lima Silva, presidente da Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj), começar o ano inaugurando uma livraria de uma editora importante é um grande marco, não apenas para a Universidade, mas para todo o estado e reafirma a importância da divulgação de publicações. “A FAPERJ, que tem um programa de apoio de publicação, sofreu problemas por conta da crise fiscal do Estado, mas tem um histórico que comprova a sua importância. Esse momento é grandioso também porque sinaliza que queremos retomar, divulgar, fazer outras edições de nossas publicações mais lidas e também porque a Universidade não tem fronteiras para o conhecimento”, afirmou.

Na ocasião, o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, Leonardo Rodrigues, parabenizou a iniciativa da Universidade e afirmou o desejo de implantar esse projeto em outras instituições de ensino. “O trabalho da UERJ é muito sério. Sabemos quantas foram as dificuldades nos últimos anos e acreditamos que os próximos serão melhores. O governo está muito comprometido com as as universidades. Podem contar com todo nosso empenho e, principalmente, com nosso trabalho. Quanto mais investimento na área de formação cultural e desenvolvimento cientifico, melhor. Essa é uma iniciativa a ser copiada”, explicou.

A aluna de Ciências Sociais Nicolle Mello, que passava pela local, celebrou a reabertura da livraria e a boa fase que a Universidade vem passando. “Desde que entrei vi esse espaço fechado por muito tempo e agora depois de obras, encontrar esse local aberto e em funcionamento é algo muito positivo, por poder divulgar ainda mais todo conteúdo produzido na Universidade, que tem um papel político muito importante”, concluiu. 

O local vai funcionar de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h. A comunidade interna e externa da Universidade já pode comprar livros de cinco editoras universitárias, mas esse número será ampliado em breve. O evento também contou com a presença da vice-reitora Maria Georgina Muniz Washington; da sub-reitora de Graduação, Tânia Maria de Castro Carvalho Netto; do sub-reitor de Pós-graduação e Pesquisa, Egberto Gaspar de Moura; da subsecretária de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, Maria Isabel de Castro de Souza; da diretoria Científica da Faperj,  Eliete Bouskela; do diretor de Centro Biomédico (CBIO), Mario Sergio Alves Carneiro; do diretor de Centro de Ciências Sociais (CCS), Domenico Mandarino; do diretor do Centro de Educação e Humanidades (CEH), Lincoln Tavares Silva; do diretor do Centro de Tecnologia e Ciências (CTC), Luís Antônio da Mota; da diretora de Administração Financeira, Maria Thereza Lopes de Azevedo; da diretora de Cooperação Internacional, Cristina Russi Guimarães; do diretor de Informática, Gustavo Castro; da superintendente de Recursos Humanos, Marcia Caoduro; da diretora da Rede Sirius, Rosangela Aguiar Salles; além de diretores de unidades acadêmicas, professores, técnicos administrativos e estudantes. 

O registro fotográfico completo você encontra no página oficial da UERJ no Facebook