Edital Inova2020 para pesquisas relacionadas à pandemia: conheça os projetos selecionados

01/06/202011:50

Diretoria de Comunicação da UERJ

No início de maio, a Pró-reitoria de Pós-graduação e Pesquisa (PR-2) lançou o Edital de Convocação para Projeto Estratégico Emergencial de Pesquisa e Inovação, o Inova2020, com o objetivo de apoiar estudos da Uerj capazes de criar produtos, processos e serviços para contribuir com a retomada do desenvolvimento socioeconômico e intelectual durante e após a crise causada pelo SARS-CoV-2. Dos 31 trabalhos inscritos, quatro foram selecionados, um de cada centro setorial da Uerj. Os contemplados já começam a cumprir o cronograma de ações a partir do dia 1° de junho.

Projetos vencedores

O Centro de Tecnologia e Ciência reuniu o maior número de estudos inscritos: foram dez projetos. O selecionado foi “Desenvolvimento tecnológico e científico de sistemas de proteção individual e coletiva para a retomada do crescimento durante e após a pandemia de Covid-19”, do professor de Engenharia Mecânica Daniel Mansur Chalhub. “Nosso projeto vai atuar em três frentes distintas. Uma delas é o desenvolvimento de equipamentos de proteção individual (EPIs) com novos modelos e materiais mais apropriados e eficazes no combate ao vírus; com termografia, desenvolvendo um sistema que permita a triagem das pessoas em locais públicos usando infravermelho para detectar quem está contaminado; e com a robótica”, diz Chalhub.

Pelo Centro de Educação e Humanidades, foram registrados oito projetos e o contemplado foi “Redes de dispositivos de regeneração social”, liderado pela professora Alexandra Tsallis, do Instituto de Psicologia e coordenadora do Laboratório afeTAR. “A capacidade inventiva das pessoas, seja individual ou coletivamente, fará toda a diferença nesse momento de crise e de pós-pandemia. Que bom que a Uerj está, como sempre, à frente de seu tempo, se posicionando, se firmando e dando suporte para isso”, ressalta Tsallis.

Já o Centro Biomédico teve sete inscrições. O selecionado foi “Telessaúde e neurorreabilitação durante e após a pandemia da Covid-19”, coordenado pelo professor Egas Caparelli, do Departamento de Ciências Fisiológicas do Instituto de Biologia. “É papel da universidade criar soluções para as novas circunstâncias. Nesse contexto, me sinto muito feliz e orgulhoso por poder contribuir com iniciativas que ajudem a nos prepararmos melhor para esse mundo afetado pela Covid-19. O trabalho proposto é fruto da dedicação de toda uma equipe maravilhosa”, diz Caparelli.

Seis projetos representaram o Centro de Ciências Sociais. O vencedor foi “Coordenação e eficiência na judicialização da saúde – entre proteção dos desfavorecidos e respeito à federação no pós-pandemia de Covid-19”, coordenado pelo professor Antonio Cabral, da Faculdade de Direito. “Vamos estudar os mecanismos de coordenação das iniciativas de judicialização da saúde em duas perspectivas: a conciliação da proteção aos menos favorecidos com maior eficiência e redução de custos do Judiciário; e o estudo do federalismo processual brasileiro, como e em quais circunstâncias é possível que órgãos do Judiciário interfiram em prerrogativas de outros entes da federação. Ambos os problemas ficaram evidentes na pandemia”, explica.

Para Marinilza Bruno de Carvalho, diretora do Departamento de Inovação da Uerj (InovUerj), o edital reflete o momento atual, mostrando a importância da pesquisa na universidade pública. “O que vai acontecer no mundo depois da pandemia, ninguém sabe. Mas é certo que todos nós teremos de nos inserir em uma nova realidade, que vai marcar as relações sociais e profissionais. Com o edital, a Uerj se adianta a essas questões e propõe novos olhares, novos saberes a serem trabalhados em rede e com a marca da inovação”, afirma.

O Inova2020 terá duração de 36 meses e pagará bolsa no valor de R$ 7,9 mil a cada um dos quatro projetos contemplados.