Conselho Universitário da Uerj aprova proposta de incorporação do Centro Universitário Estadual da Zona Oeste

17/09/202119:25

Diretoria de Comunicação da UERJ

A Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) aprovou, nesta sexta-feira (17), a proposta de incorporação da Fundação Centro Universitário Estadual da Zona Oeste (Uezo). A decisão foi tomada no plenário do Conselho Universitário (Consun), após discussão e votação. Nenhum membro foi contrário e apenas um se absteve. Agora, um anteprojeto de lei sobre a matéria segue para apreciação do Governo do Estado, que deverá encaminhá-lo para a Assembleia Legislativa (Alerj).

O pedido para que a Uezo se tornasse um campus da Uerj no bairro de Campo Grande foi formalizado pela reitora Luanda de Moraes e representantes sindicais da instituição no final de agosto. O assunto também foi abordado em audiência pública no início de setembro. A incorporação é desejo antigo da comunidade ueziana. Em plebiscito, realizado em junho de 2016, mais de 70% dos alunos e servidores foram favoráveis. 

O reitor da Uerj, Ricardo Lodi, ressaltou que vai defender junto ao Governo e ao parlamento que a incorporação ofereça melhorias concretas para a comunidade da Uezo. “Temos que garantir que todos os servidores ingressarão nos planos de carreira da Uerj. É preciso garantir que a presença da Uerj na Zona Oeste seja efetiva, não só com a manutenção dos atuais cursos, corpo docente e técnico, mas também no aprofundamento da presença da Universidade, como se deu em todos os demais campi”, afirmou.

No chat da transmissão ao vivo da sessão pela TV Uerj, Luanda de Moraes mostrou-se grata pelo acolhimento. “Agradeço ao Magnífico Reitor e a todas/os conselheiras/os pela saudável, generosa, compromissada e fundamental discussão para salvar a Uezo, salvar o ensino superior na Zona Oeste”, disse a reitora da Uezo.