Comunicado da Reitoria às equipes do complexo de saúde da Universidade do Estado do Rio de Janeiro

20/01/202118:16

Diretoria de Comunicação da UERJ

A esperada vacina contra a Covid-19 finalmente chegou ao Rio de Janeiro. Os primeiros lotes estão sendo distribuídos pela Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, e a hora agora é de nos organizarmos para dar início à imunização com serenidade e solidariedade.

O complexo de saúde da Uerj, que engloba o Hospital Universitário Pedro Ernesto (Hupe) e a Policlínica Piquet Carneiro (PPC), já está preparado para iniciar o processo de vacinação das equipes que estão na linha de frente no combate à Covid-19, nesta quinta-feira, 21 de janeiro. Com certeza, este será um marco na luta para vencermos esta pandemia que modificou completamente nossas vidas.

É importante destacar que a quantidade disponível da vacina é ainda muito limitada. Por isso, inicialmente, o critério de prioridade adotado será o mesmo definido no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, elaborado pelo Ministério da Saúde (MS). O documento aponta como primeiro público a ser imunizado os trabalhadores que têm atuado direta e diariamente no atendimento aos pacientes com coronavírus. Assim, nesta primeira fase, a Uerj pretende vacinar 850 profissionais, sendo cerca de 700 do Hupe e 150 da PPC.

Por isso, tanto o Hupe como a PPC elaboraram o escalonamento dos profissionais aptos a receber o imunizante, respeitando o critério de prioridade e as normas no plano do MS.

Para agilizar o processo, no Hupe, a logística de vacinação será gerenciada pelo Departamento de Segurança e Saúde no Trabalho da Uerj (Dessaude), que assumiu a responsabilidade de distribuir, diariamente, as doses da vacina e promover a sua aplicação em parceria com a Coordenadoria de Enfermagem e seu Serviço de Treinamento e Avaliação de Enfermagem, entre outros setores envolvidos. Já na PPC, a aplicação será feita pela Coordenação de Enfermagem da unidade. 

O procedimento deverá ocorrer sempre de segunda a sexta-feira, nas dependências das próprias unidades. Não é necessário se deslocar e não será vacinado nenhum profissional fora do escalonamento determinado ou externo às unidades de saúde da Uerj. Os setores envolvidos com a Covid-19 serão informados pelo Dessaude e deverão orientar suas equipes sobre o processo, horário e disponibilidade da equipe de vacinação.  

A vacina a ser aplicada será a Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a indústria Sinovac. Para uma imunização bem-sucedida, esta vacina exige uma segunda dose complementar em 28 dias. Os profissionais que receberão a primeira dose serão informados sobre o reforço.

Caso você não seja contemplado nesta primeira etapa, não se preocupe. O processo de imunização está começando, e à medida que as cargas de imunizantes forem sendo liberadas pelo MS, poderemos vacinar outros grupos prioritários.

Lembramos que a Universidade do Estado do Rio de Janeiro permanece em contato permanente com as autoridades estaduais e municipais para garantir que as doses necessárias da  vacina cheguem a todos os profissionais da  instituição incluídos nessa primeira fase de vacinação. 

Contamos com a colaboração e compreensão de todos e esperamos que, em breve, possamos ter toda a comunidade uerjiana vacinada.

Rio de Janeiro, 20 de janeiro de 2021.

Mario Sergio Alves Carneiro

Reitor em exercício