BioCenas comemora 180 anos da fotografia com evento sobre meio ambiente

20/08/201910:58

Diretoria de Comunicação da UERJ

O meio científico ambiental é observado e registrado por diferentes olhares. Por isso, nesta segunda-feira, 19 de agosto, o evento 180 Anos de Fotografia: Uma Visão Ambiental, no Auditório da Reitoria, comemorou a data com palestras, exposição e lançamento de livros. A comemoração destacou a relevância da fotografia no desenvolvimento da ciência ambiental. Através de mesa-redonda com profissionais da área que fotografam em diferentes pontos do Brasil e o pré-lançamento de livros digitais de fotografia, a programação buscou partilhar experiências e compreender como cada um auxilia na preservação do meio ambiente. Pela manhã, o bate-papo da mesa-redonda contou com a presença da baiana Kacau Oliveira, especialista em fotografar aves em vôos e idealizadora do Projeto Aves de Resende, com a palestra “São tantas emoções. O que está por trás das fotos das aves”; o sergipano Príamo Melo, doutor em Engenharia Química e  membro da Associação de Fotógrafos da Natureza (AFNATURA), falou sobre o tema, “Paisagem Como Jornada” , e Artur Moes, doutor em Biociências pela UERJ e um dos responsáveis pela construção do Projeto MacroAtlântica, financiado pela Faperj, falou sobre “Núcleo de Fotografia Científico Ambiental – Novas Perspectivas”. 

O pré-lançamento de livros digitais produzidos a partir da disciplina “Fotografia Científica Ambiental” ocuparam a parte da tarde. O Núcleo produz imagens de alta qualidade técnica e estética, representativas da Biodiversidade dos diversos Biomas brasileiros. Ao todo cinco obras foram expostas: “As aves de Resende”, de Kacau de Oliveira; “Vila Dois Rios: Um Olhar Coletivo”, feito em Ilha Grande por um grupo de alunos da disciplina em dezembro de 2018; “Plantas Exóticas da Vila Dois Rios”, produzido também em Ilha Grande, contudo por outro grupo de alunos e em junho deste ano; “Arte e Ciência das Formas e Padrões da Natureza”, de Antônio Carlos Freitas, Heloísa Guillobel e Artur Moes, e, por fim, “Fatos em Fotos – A História por Trás da Fotografia”, de Antônio Carlos Freitas. 

Os pré-lançamentos foram de livros que estão em finalização. Foi uma forma da organização avisar que essas produções do laboratório estão à caminho e estarão liberadas em breve.