Site explica o novo Sistema Eletrônico de Informação a ser adotado por todos os setores da Universidade

26/05/202018:02

Diretoria de Comunicação da UERJ

O lançamento, hoje (26/5), do site www.sei.uerj.br é mais um marco na série de ações que vêm sendo desenvolvidas pela comissão encarregada da implantação do novo Sistema Eletrônico de Informação Uerj.

Conforme determinação do Governo do Estado do Rio de Janeiro, a tramitação de processos, documentos e informações entre os diversos órgãos e entidades da administração pública direta e seus usuários deve ser realizada pelo Sistema Eletrônico de Informações (SEI-RJ).

Com acesso on-line, a nova ferramenta foi desenvolvida pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região e cedida gratuitamente ao Estado do Rio de Janeiro por meio de acordo de cooperação firmado com o governo federal.

Embora o sistema tenha sido disponibilizado a todas as instituições públicas fluminenses, sua implantação vem exigindo uma série de ajustes em procedimentos e processos internos, bem como a apresentação de suas funcionalidades e requisitos às equipes que irão utilizá-lo, o que será mais eficiente com o novo site.

No âmbito na Uerj, foi criada uma Comissão de Implantação coordenada por Gustavo Castro, da Diretoria de Informática (Dinfo), e Guilherme Reis Tavares, da Superintendência de Gestão de Pessoas (SGP). A Comissão conta ainda com a participação de: Renan do Nascimento Couto, Chrystian Chrisley Tadeu Santos Silva e Rafael Pereira Veríssimo, da Procuradoria Geral (PGUERJ); Aline Rodrigues Couto, da SGP; Lais Siqueira Salgado e Valter Clemente Leite, da Diretoria de Administração Financeira (DAF); Diogo Santos Pinto e Ricardo Fernandes de Araújo, do Centro de Produção (Cepuerj); e Luciana de Avellar Mattos e Marcos Vasconcellos Pinto, da Rede Sirius de Bibliotecas.

“A implantação do SEI é aderente a princípios muito caros à administração pública, como a transparência dos atos, a celeridade na tramitação dos processos e a economia de recursos públicos”, ressalta Guilherme Tavares. Além disso, o novo sistema possibilita a continuidade do trabalho, mesmo em momentos como o atual, de home office e isolamento social.

Segundo Tavares, “no que diz respeito à Uerj, haverá uma grande mudança na cultura organizacional, com a quebra de vários paradigmas. Só para citar um exemplo, a autuação dos processos não dependerá mais de um protocolo central, será descentralizada. Por isso, haverá a necessidade de planejar e organizar os novos fluxos administrativos. Para tanto, será criada uma Coordenadoria de Gestão de Processos, vinculada à SGP, encarregada não apenas de gerenciar o SEI, mas também de orientar e auxiliar os componentes organizacionais nesse mapeamento e organização”.

Diante da complexidade de implantação do sistema, a Comissão vem conduzindo a tarefa de forma gradativa. As primeiras unidades a testarem a ferramenta foram a Reitoria e a Diretoria de Planejamento, e o feedback tem sido bastante positivo. Atualmente, SGP, DAF, Hospital Universitário Pedro Ernesto, Auditoria Geral, PGUERJ, Prefeitura dos Campi e Pró-Reitorias já iniciaram o uso do SEI e se encontram em diferentes fases de adaptação.

“Acreditamos que até junho de 2020 todas as unidades da Uerj já tenham iniciado o uso do sistema. Nossa estrutura organizacional já está cadastrada na base de dados do SEI-RJ. Já enviamos também a listagem com os cerca de 8 mil servidores da universidade para inclusão”, conclui Guilherme Tavares.

Sobre o site: www.sei.uerj.br

Para facilitar o entendimento e a forma de utilização do SEI, foi desenvolvido um site contendo uma série de informações úteis voltadas à capacitação, como: cursos, ambiente de treinamento, guias rápidos e videoaulas.

Na seção referente ao suporte, o usuário encontra: pontos focais setoriais, guia de trâmites entre unidades, manuais e perguntas frequentes. Além disso, tem acesso à legislação pertinente ao tema, ao cadastro de usuário e à consulta a processos, entre outras informações e funcionalidades.