Revista de Direito da Cidade recebe artigos para edição especial sobre conflitos e soluções durante a pandemia

08/07/202012:32

Diretoria de Comunicação da UERJ

A Revista de Direito da Cidade (RDC), editada desde 2006 pela Faculdade de Direito da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), está com chamada aberta para submissão de artigos e ensaios em âmbito nacional e internacional. Os autores podem enviar sua produção para o Dossiê Temático “Direito da Cidade: conflitos e soluções durante a pandemia de Covid-19”, até 30 de setembro.

A revista irá analisar somente textos inéditos – em português, espanhol, italiano, francês ou inglês –, que tenham o Direito da Cidade por objeto de estudo relacionado à pandemia. Entre as temáticas propostas, destacam-se: propriedade urbana, planejamento urbano e regional, habitação e políticas locais, segregação, mobilidade socioespacial, impactos econômicos e culturais, violência urbana, acesso à justiça, políticas urbanas, conflitos socioambientais, riscos ambientais, regulação social, dentre outras.

Os autores devem ter o título de doutor (mestrandos e doutorandos somente em coautoria com um doutor) e precisam estar cadastrados no registro internacional de pesquisadores – ORCID. Todas as normas referentes ao processo de submissão estão disponíveis no site da publicação eletrônica.

Com esta iniciativa, a RDC busca desenvolver uma reflexão teórica e investigativa sobre questões relativas ao processo de urbanização durante a pandemia, assim como sobre a necessidade de criar e revisar políticas públicas e instrumentos jurídicos capazes de responder, de maneira efetiva, aos conflitos urbanos relacionados à Covid-19 que estão surgindo.

“A divulgação científica, em um espaço acadêmico vanguardista e consolidado, tem um amplo potencial de contribuição propositiva do Direito e de áreas afins para cidades saudáveis, resilientes, democráticas e com melhor preparação para o futuro”, avalia o editor-assistente acadêmico da publicação, Felipe Jardim.

A revista é classificada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) na categoria Qualis A1, a mais alta avaliação para publicações científicas.