CAp-Uerj comemora 64 anos de excelência na educação pública com obras a todo vapor em sua nova sede

01/04/202117:47

Diretoria de Comunicação da UERJ

O aniversário do Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira (CAp-Uerj), que completa 64 anos neste 1º de abril, tem um sabor especial em 2021. Já começaram as obras no local para onde será transferida, futuramente, a sede da unidade, na Rua Barão de Itapagipe 96, no Rio Comprido. A previsão é que a casa nova esteja pronta no segundo semestre deste ano.

O imóvel, que abrigou o Instituto Padre Leonardo Carrescia durante 73 anos, foi comprado com o aporte de R$ 26 milhões da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). A diferença de estrutura do prédio atual, na Rua Santa Alexandrina, é significativa. A nova sede oferece uma área de 7.000m², praticamente o dobro dos atuais 3.700m².

 “As salas de aula são mais adequadas e os espaços administrativos também ganham ampliação. Teremos quatro quadras esportivas, áreas verdes e algo que considero o mais importante: o restaurante para os estudantes receberem alimentação gratuita, um direito deles”, ressalta o diretor do CAp, Thiago Corrêa.

Conheça as novas instalações do CAp na reportagem da TV Uerj

Uma trajetória de sucesso

Reconhecido como escola pública de excelência, o CAp-Uerj tem cerca de mil estudantes na Educação Básica, do 1º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio, e outros 43 alunos na pós-graduação. Também recebe mais de 600 estagiários dos cursos de graduação da Uerj, a cada semestre. Entre docentes e técnicos administrativos, são cerca de 300 servidores, além dos trabalhadores terceirizados das áreas de segurança, limpeza e manutenção.

Desde sua criação, em 1957, o CAp-Uerj sempre cumpriu uma trajetória rumo a horizontes mais amplos. Vinculado à Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da então Universidade do Distrito Federal, inicialmente era o Ginásio de Aplicação, que funcionava em um prédio na Tijuca. No final dos anos 60, o colégio foi transferido para o Morro do Turano. 

A expansão do campo de atuação para todo o Ensino Fundamental se consolidou em 1987, quando foi implantada a Classe de Alfabetização (C.A.). Em 2001, o CAp tornou-se Instituto de Aplicação Fernando Rodrigues da Silveira, uma unidade acadêmica administrativamente independente. Mas foi a partir de 2006 que passou a oferecer disciplinas obrigatórias aos cursos de licenciatura da Uerj, constituindo-se em um campo de formação para as carreiras voltadas ao magistério. O CAp ampliou seu caráter inclusivo em 2014, com a criação do Atendimento Educacional Especializado e a adoção da política de cotas. No mesmo ano, instituiu seu Programa de Pós-Graduação de Ensino em Educação Básica. 

Com o passar do tempo e o crescimento do colégio, a sede na Rua Santa Alexandrina 288 – um hospital adaptado para receber os estudantes a partir de 1998 –, foi se revelando cada vez mais inadequada. “O novo local é um espaço construído para ser uma escola, então temos instalações que foram feitas realmente para este fim”, comemora o diretor Thiago Corrêa.