Vestibular

VESTIBULAR ESTADUAL 2019  – Resultados do Exame Discursivo

Listagem de notas em ordem alfabética:

[A-B][C-F][G-I][J-K][L][M-O][P-S][T-Z]

CBMERJ

O Departamento de Seleção Acadêmica (DSEA), subordinado à Sub-Reitoria de Graduação, é o responsável pela organização de diversos exames de seleção, como os do Cap-UERJ, do Prof-História e, principalmente, do Vestibular Estadual, que se realiza em três momentos: são dois Exames de Qualificação e um Exame Discursivo.

Os Exames de Qualificação se compõem de questões de múltipla escolha. O candidato deve acertar mais de 40% das questões, em pelo menos um exame. Acima dessa porcentagem de acertos, ele recebe conceitos que lhe permitem levar pontos de bonificação para o Exame Discursivo.

Ao se inscrever no Exame Discursivo, o candidato escolhe o seu curso. O Exame Discursivo se compõe de três provas: uma prova de Redação, para todos os cursos, e duas provas de disciplinas específicas, conforme escolha das unidades acadêmicas da UERJ.

Para solicitar sua inserção no sistema de cotas, regido pelas Leis Estaduais nº 5346/2008 e nº 8121/2018, o candidato precisa comprovar primeiro efetiva carência econômica. Só depois ele se habilita a disputar os 45% de vagas destinadas a três grupos de cotas: negros, indígenas e oriundos de comunidades quilombolas (20%); oriundos do ensino médio da rede pública (20%); pessoas com deficiência e filhos de policiais civis e militares, de bombeiros militares, e de inspetores de segurança e administração penitenciária mortos ou incapacitados em serviço (5%).

Os exames medem a competência, as habilidades e o conhecimento do candidato. A dificuldade das questões não reside na dificuldade de compreensão dos enunciados. Como exame de massa, avalia-se para melhor discriminar e assim selecionar os melhores, sim, mas também se avalia para melhor ensinar.

À época do Exame Discursivo são formadas as bancas de correção, que atuam sob supervisão direta dos professores que elaboraram as provas. Cada prova é corrigida por dois avaliadores diferentes. Se a diferença entre as notas deles for maior do que determinado percentual, os supervisores fazem uma terceira avaliação.

Desde 2017, o Vestibular da UERJ indica uma lista de livros de literatura, utilizados nas provas de Linguagem, no exame de qualificação, de Redação e de Língua Portuguesa e Literaturas, no exame discursivo. O resgate dessa lista de livros de literatura facilita tanto os candidatos, por aumentar a previsibilidade das provas, quanto as bancas de correção, por aumentar a qualidade do desempenho dos candidatos. Esse resgate destaca também a importância da literatura para a construção interdisciplinar do conhecimento.

A prova da UERJ é chamada de “prova cidadã”, por estabelecer o conteúdo básico que deve ser de conhecimento de todos os alunos do ensino médio em todas as regiões do Estado, quaisquer que sejam as suas escolas. Neste sentido, a prova cidadã é também uma prova democrática. Seu objetivo é que qualquer candidato que se dedique a estudar com afinco e, no dia da prova, se disponha a ler com atenção e cuidado todas as questões, seja capaz de resolvê-las, independentemente da condição social ou da escola em que estudou. Para o DSEA e para a UERJ, a habilidade de leitura, tanto de enunciados quanto de textos, é a mais importante de todas, por ser pré-condição para a leitura e a compreensão do mundo.