Carta Aberta aos Estudantes da UERJ

Diante das op√ß√Ķes que se ofereciam de iniciar ou n√£o iniciar o segundo semestre letivo de 2016, a Reitoria, ouvido o F√≥rum de Diretores, entendeu que precis√°vamos retornar √†s aulas e come√ßar, no dia 10 de abril de 2017, 2016-2, considerando tanto o avan√ßo no restabelecimento das condi√ß√Ķes m√≠nimas de limpeza e de seguran√ßa, quanto a preocupa√ß√£o com o preju√≠zo que os sucessivos adiamentos v√™m impondo aos nossos estudantes, em especial, os de gradua√ß√£o e os do CAp.

Ao mesmo tempo, reconhece que não ocorreu ainda o pagamento das bolsas estudantis, em particular o da Bolsa Permanência, bem como o das outras modalidades, e que, sequer foi divulgado o calendário para pagamento dos salários dos servidores docentes e técnico-administrativos, ativos e inativos.

O momento √© grave. As posi√ß√Ķes a favor desse retorno e contra ele s√£o v√°lidas, pertinentes e leg√≠timas. Ao retornarmos, a mensagem que passamos √© a de que n√£o precisamos de sal√°rios ou de bolsas para sair de casa, estudar e trabalhar? Se n√£o tiv√©ssemos retornado, a mensagem que passar√≠amos √© a de que o governador estaria autorizado a fechar a Universidade, de uma vez por todas?

S√≥ n√£o podemos brigar entre n√≥s. Precisamos exercitar o m√°ximo de paci√™ncia e de reciprocidade. Temos de descobrir maneiras de poder dar todo o suporte e o apoio a quem n√£o tiver condi√ß√Ķes financeiras de vir para a UERJ. N√£o √© hora de penalizar ou estigmatizar ningu√©m, nem institucional e nem pessoalmente.

Retornando √†s aulas, pelo menos temos mais gente junta para conversar, discutir e, ao longo desse doloroso processo, encontrar, coletiva e democraticamente, alternativas. Em cada aula, em cada atividade, devemos nos perguntar, em voz alta: como podemos ajudar quem n√£o p√īde vir?; como podemos mostrar √† sociedade que, apesar das piores condi√ß√Ķes, continuamos trabalhando do jeito que d√°?; como transformar cada dia num ato de resist√™ncia e, tamb√©m, de solidariedade?

A colabora√ß√£o de cada estudante, como a de cada servidor e a de cada professor, √© inestim√°vel e imprescind√≠vel, nesse momento. A crise √© muito grave. E sem precedentes! Nada tem condi√ß√Ķes de funcionar muito bem, enquanto n√£o se regularizarem, no m√≠nimo, os sal√°rios e as bolsas estudantis. Entretanto, √© certo que podemos nos ajudar uns aos outros. Nossa uni√£o ser√° a nossa grande for√ßa e far√° com que a popula√ß√£o entenda a nossa disposi√ß√£o de n√£o prejudicar ningu√©m

Sabemos o qu√£o ser√° delicado manter esse esp√≠rito por muito tempo, √© claro. Mas, durante um certo per√≠odo, podemos mostrar que somos bem diferentes de todos aqueles que t√™m raiva de professor, √≥dio da educa√ß√£o p√ļblica e inclusiva, e ojeriza aos livros, que tanto nos ensinam - de todos aqueles que est√£o nos cargos em que n√£o poderiam estar.

Sejam bem vindos, queridos calouros e veteranos, ou melhor: NOSSOS QUERIDOS ESTUDANTES!

Professora Tania Maria de Castro Carvalho Netto
Sub-Reitora de Graduação da UERJ

 

Resultado final do processo seletivo de transferência e aproveitamento de estudos

O Departamento de Administração Acadêmica (DAA), da Sub-reitoria de Graduação, informa que está disponível o resultado final do processo seletivo de transferência externa, transferência interna e aproveitamento de estudos para os semestres 2016/1 e 2016/2.
O resultado pode ser consultado na p√°gina do DAA.

¬Ľ Departamentos e Coordenadorias

Criado em janeiro de 1996, o Departamento de Orienta√ß√£o e Supervis√£o Pedag√≥gica, vem ao longo dos anos desenvolvendo atividades de assessoria √† Sub-reitoria de Gradua√ß√£o (SR-1) e √†s Unidades Acad√™micas em quest√Ķes t√©cnico-pedag√≥gicas, al√©m de orientar estudantes e professores em aspectos acad√™mico-administrativos.

Criado em março de 1994, o Departamento de Seleção Acadêmica é responsável pelo planejamento, coordenação e acompanhamento da realização de todas as etapas pertinentes ao Exame Vestibular, em conjunto com os demais Departamentos da SR-1, organizando e supervisando a execução de todas as etapas acadêmicas do processo seletivo de acesso aos cursos de graduação da UERJ.

Criada em abril de 2012, a Coordenadoria de Articula√ß√£o e Inicia√ß√£o Acad√™micas prop√Ķe pol√≠ticas de articula√ß√£o entre os diferentes graus de ensino ministrados dentro e fora da UERJ, estabelecendo no plano interno, a articula√ß√£o necess√°ria entre o Instituto de Aplica√ß√£o Fernando Rodrigues da Silveira e as outras Unidades Acad√™micas.

 

Criada em abril de 2012, a Coordenadoria de Projetos Especiais e Inova√ß√£o prop√Ķe, orienta e coordena programas e projetos especiais voltados ao aprimoramento da gradua√ß√£o, incluindo a modalidade do ensino a dist√Ęncia (EAD), visando a ado√ß√£o de novas tecnologias e metodologias educacionais.

Criado em março de 1994, o Departamento de Estágios e Bolsas, é responsável pelo planejamento, divulgação, coordenação, execução, acompanhamento e avaliação das atividades discentes relativas a Estágios e Bolsas vinculadas à Sub-reitoria de Graduação e relativas à oferta de oportunidades e colocação do egresso da Universidade no mercado de trabalho.

Criado em janeiro de 1996, o Departamento de Administração Acadêmica é o responsável pela matrícula, registro acadêmico e diplomação dos alunos da graduação, expedição e registro dos diplomas de pós-graduação, pela elaboração e acompanhamento dos eventos do calendário e cronogramas acadêmicos da graduação, gestão do sistema informatizado de controle dos alunos e apoio às atividades desenvolvidas pelas Unidades Acadêmicas.

 

O grande educador Paulo Freire j√° dizia que "a realidade n√£o pode ser modificada, sen√£o quando o homem descobre que √© modific√°vel e que ele pode faz√™-lo." O momento para as grandes e pequenas transforma√ß√Ķes na educa√ß√£o √© agora, mas n√£o existir√° mudan√ßa se n√£o houver mudan√ßa de estrutura, de postura; se n√£o houver a busca de novos caminhos para que possam ser trilhadas novas caminhadas; se n√£o houver rompimento de barreiras; se continuarmos com uma vis√£o restrita e preconceituosa das tecnologias. Leia mais...