Oceanografia prestes a receber navio de pesquisa

10/09/201915:21

Diretoria de Comunicação da UERJ

Em pouco tempo, a UERJ terá uma embarcação exclusiva para o desenvolvimento de pesquisas e projetos em alto mar. O Navio de Pesquisa Oceanográfico Multiusuário Professor Luiz Carlos – homenagem ao professor que ocupou cargos e funções importantes na Faculdade de Oceanografia (FAOC) – é sinônimo de crescimento e reconhecimento nacional e internacional do curso de Oceanografia da UERJ.  Segundo a direção da FAOC, a estruturação já foi finalizada e todos os custos quitados.

O barco, que contém 30,5 metros de comprimento e 7,8 de largura, tem capacidade de transportar até 30 pessoas. Além disso, ultrapassa 250 toneladas, tem autonomia projetada de 15 dias no mar e conta com uma tripulação de seis especialistas e marinheiros. Juntamente, a Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj), a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e a UERJ arcaram com os custos do projeto. A Universidade é a única instituição estadual de ensino superior que possui uma embarcação com fins voltados para exploração e consulta marítima.

“Essa embarcação representará um imenso salto qualitativo para as instituições que atuam nas ciências do mar no nosso país. Assim como um hospital universitário é fundamental para a formação de um profissional da área de saúde, dispor de uma embarcação oceanográfica é imperativo para uma universidade que forma oceanógrafos e atua de forma consolidada no campo das ciências marinhas”, afirma o professor Marcos Bastos, diretor da FAOC.

Representantes da UERJ irão à Indústria Naval do Ceará, local onde o navio se encontra, para acompanhar os exercícios de últimos reparos e testes, obrigatórios para verificar o desempenho da embarcação em situações graves. Em seguida, serão realizados treinamentos e capacitação de serviços técnicos e científicos. De acordo com a FAOC, em torno de duas semanas o Navio Professor Luiz Carlos estará pronto para aportar no Rio de Janeiro.