Comissão Própria de Avaliação traça radiografia da Universidade

09/01/201912:43

Diretoria de Comunicação da UERJ

Relatório final do trabalho, incluindo pesquisa realizada no último ano com quatro faculdades, foi divulgado recentemente

Um grupo formado por 19 representantes docentes, técnicos, estudantes e da sociedade civil, além de seus respectivos suplentes, foi designado em 2016 para formar a Comissão Própria de Avaliação da UERJ (CPA). O intuito era retomar o processo de autoanálise periódica da Universidade, parcialmente suspenso desde 2008. O relatório final desse trabalho, incluindo pesquisa realizada no último ano com quatro faculdades, foi divulgado recentemente. A meta agora é aplicar os questionários em todas as unidades acadêmicas.

A avaliação institucional interna faz parte no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), criado por lei em 2004, visando à melhoria da qualidade do ensino superior no país. Também integra o sistema normativo do Conselho Estadual de Educação (CEE-RJ), sendo necessária no credenciamento e reconhecimento dos cursos de graduação no âmbito estadual.

A professora Hilda Maria de Souza, que presidiu a CPA até a conclusão do relatório, explica que o objetivo maior da avaliação é traçar um diagnóstico real, sem omitir pontos negativos. “Brinco que somos ‘apartidários’, porque realmente somos isentos, independentes da Administração Central, representando toda a comunidade”, afirma.

A secretária-executiva do órgão, Narcisa Santos, acrescenta que todo o trabalho é feito voluntariamente pelos membros da CPA, com apoio de outros setores acadêmicos. “Existem muitas universidades que contratam serviços para fazer esta verificação, mas aqui não usamos nenhum recurso externo”, esclarece.

No documento, a CPA detalha o funcionamento da Universidade, destacando desde seu histórico até a complexa estrutura organizacional atual e adaptações necessárias no contexto de crise enfrentado no último biênio. Em seguida apresenta os resultados da primeira ação concreta da comissão: a análise de dados do CEDERJ (Centro de Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro).

O consórcio realiza periodicamente um processo avaliativo com todos os seus segmentos. Apesar de a UERJ integrar a modalidade de ensino a distância desde o ano 2000, junto com outras seis instituições públicas de ensino superior, ainda faltava uma compilação relativa aos cursos que oferece – Ciências Biológicas, Geografia e Pedagogia. A conclusão desse estudo foi apresentada em uma reunião “devolutiva”, ou seja, de retorno aos gestores das graduações EAD da UERJ, apontando fatores positivos e negativos no trabalho que desenvolvem.  

Nos cursos presenciais, em 2017, uma unidade de cada Centro Setorial recebeu os questionários da CPA: Instituto de Nutrição, Faculdade de Administração e Finanças, Faculdade de Comunicação Social e Faculdade de Tecnologia. Neste projeto-piloto, apenas professores e técnicos administrativos foram consultados. Mas, segundo a Comissão, todos os segmentos serão ouvidos. Alunos do curso de graduação já começaram a participar do processo na última inscrição em disciplinas.

A pesquisa inicial incluiu questões objetivas, como, por exemplo, ano de ingresso, qualificação, idade e sexo dos entrevistados. Mas, majoritariamente, buscou respostas para aspectos subjetivos, como impressões sobre estrutura física, conhecimento sobre planos de carreira e plano pedagógico, desenvolvimento de atividades de extensão, relação do currículo com a demanda da sociedade. Os resultados tiveram grande variação entre os cursos. Nesse último quesito, por exemplo, 41,67% dos professores de Comunicação Social disseram acreditar que os currículos dos cursos atendem plenamente às demandas da sociedade. Já na Faculdade de Administração e Finanças, o número caiu para 15,8%.

Hilda Maria de Souza ressalta que as avaliações devem fazer parte da rotina de todas as unidades, para que os diagnósticos gerem soluções a curto prazo. “O que percebemos até agora é que algumas potencialidades não são valorizadas e algumas fragilidades são fáceis de resolver”, conclui. Todos os dados analisados estão disponíveis em www.uerj.br/cpa.